terça-feira, 25 de setembro de 2012

Asa-delta


Não tentem me gritar aí de baixo.
O barulho do vento aqui de cima é tão alto e ensurdecedor que não posso ouvir.  Posso sentí-lo na minha pele: bem frio, mas é resultado da velocidade excessiva que ele mesmo me imprime.
Tentei entender os gestos e fazer leitura labial, mas é impossível.
Tenho asas coloridas e por mais que daqui a pouco eu sinta todos os grãos de areia que tocarão meus pés, não há quem me convença de que não posso voar.

5 comentários:

Enigmático Byjotan disse...

É lindo poder levar a vida como os pássaros.Abraço de leitor.:-BYJOTAN.

Throwing it all away disse...

Eu gosto do jeito que você escreve.
:)

Ártemis Rae disse...

Voar pra longe e esquecer de tudo. Nada pode interferir!
Nesses dias que a gente quer se isolar, voar é tudo. :)

Gostei ._.

Bj e seguindo ^^

johan paterson disse...

I used to be suggested this web site via my cousin. I’m no longer sure whether this put up is written by means of him as nobody else recognise such specified about my difficulty. You are wonderful! Thank you!

-------------------------------
SEO | SEO Adelaide | SEO Brisbane

valma de oliveira disse...

segurança eletronica

Caminham por aqui.